O baú é uma ferramenta essencial para quem trabalha com o transporte de cargas. Ele oferece boas condições para o carregamento e segurança para o seu veículo — mas, para isso, é preciso adotar alguns cuidados que vão desde a compra até a entrega final, passando pela manutenção, limpeza e outros assuntos que vamos abordar a seguir.

Os cuidados com o caminhão refletem diretamente na qualidade do serviço oferecido. Um baú bem ajustado e sempre pronto para uso é capaz de garantir que a carga chegará ao destino final como saiu da transportadora.

Por ser um investimento importante, e que se tornou primordial no resultado final, o baú é um assunto que você precisa estar por dentro — e, para isso, basta seguir com a leitura do nosso artigo. Vamos nessa?

Cuidados com a instalação do baú

É primordial não extrapolar os limites de carga e volume recomendados pelo fabricante do seu baú, na hora da instalação. O carregamento precisa sempre estar bem distribuído, com seu peso equilibrado entre o espaço disponível. Excesso de carga concentrada em uma só área pode resultar em problemas.

Claro, não esqueça de adquirir um baú adequado para o seu veículo, nem maior nem menor. A hora da instalação pede uma força especializada, possivelmente uma empresa de confiança ou funcionários experimentados nisso.

Considere sempre o seu segmento, qual tipo de carga costuma transportar, pois os baús do mercado estão cada vez mais abrangentes, fabricados com materiais específicos para um determinado tipo de uso — existem também os mais generalistas. Enfim, vale refletir um pouco antes de fazer sua escolha. O cuidado começa na compra.

Dicas para uma boa manutenção

Preço e valor são conceitos diferentes. Um baú de boa qualidade pode ter sua vida útil estendida por conta de bons cuidados, e a manutenção é parte vital desse processo. Combinando prevenção e manutenção no dia a dia, seu baú estará sempre pronto para partir para a próxima. Aqui vão algumas dicas!

Confira tudo antes de sair

Quando tudo estiver no ponto para receber a carga e partir, é importante que o motorista dê uma checada em equipamentos como os fixadores e os grampos do baú.

As borrachas das portas, vedação do teto e faixas reflexivas precisam estar todas limpas e em boas condições, para não prejudicar a carga.

Mantenha atenção frequente

A estrutura externa é mais fácil de ser avaliada. No entanto, alguns detalhes precisam de atenção redobrada na manutenção e, algumas vezes, na substituição.

Dependendo da demanda, partes como as que citamos acima — pintura dos ferros, sinalização, borrachas e acolchoamento, ripamento interno — podem precisar de reparos ou trocas. Esteja sempre de olho a cada nova viagem.

Esteja preparado para possíveis emergências

Na estrada, motorista e carga precisam sempre estar em segurança e prontos para um caso de emergência.

Alguns equipamentos como caixa de ferramentas, um levanta fio, cordas e cintas e sinalizações são necessários para auxiliar num reparo inesperado.

Estude cada rota antes da partida

Seja um motorista experiente e rodado ou um novato, planejar o trajeto é sempre importante.

Ao usar o conhecimento prévio e a tecnologia (cada vez mais presente no transporte de cargas), é possível antecipar condições climáticas desfavoráveis e também restrições, como pontes, viadutos e postes baixos que podem atrapalhar a entrega.

Zelo com a limpeza: tudo nos conformes

Periodicamente, é preciso limpar o baú. O tempo difere de acordo com o tipo de carga padrão. Alguns materiais sujam mais do que outros e requerem uma lavagem mais ativa, que afaste todos os resíduos deixados por uma viagem.

A lavagem ainda tem uma ótima vantagem pouco conhecida. Lavando de fora, é possível identificar danos e até buracos na funilaria lateral, que podem estragar uma carga seca em caso de chuva, por exemplo.

No caso de infiltrações identificadas, é comum a utilização de lonas ou mesmo manta asfáltica para cobrir e remediar emergencialmente. Não são atitudes recomendadas, mas, no meio de uma entrega, nem sempre se encontra o reparo perfeito.

Entretanto, essas são soluções de momento e podem dar errado, sendo o reparo ideal a recomposição da área numa oficina, com a troca da chapa ou aplicação de massa de vedação.

Pequenos detritos que ficam entre a chapa e o rodapé causam dores de cabeça se deixados lá por muito tempo. Dedique-se à limpeza, seja ela feita por você mesmo ou em um lugar de confiança. Esse não é um ponto para economizar.

Paciência na hora de carregar e descarregar

Por serem momentos-chave no transporte, carga e descarga pedem paciência para que tudo comece e termine bem. Essas são algumas atitudes para garantir que tudo corra dentro do esperado.

Conferir se o carregamento está completamente preso e amarrado é uma atitude padrão. Prender a carga nos ripamentos do baú é um risco; eles não são feitos para isso. Seja qual for o material de revestimento, galvanizado ou de madeira, os ripamentos protegem (um assunto essencial para todo motorista que trabalha com o transporte de cargas) a chapa lateral do baú e nada mais.

A primeira atitude a tomar é definir um local correto para as ações. Busque um ajudante ou responsável pelo local para auxiliar na hora de estacionar — independentemente da sua perícia no volante, nem sempre é moleza manobrar.

Atente-se ao contato da empilhadeira com o baú; a pressa pode danificá-lo, além de também deteriorar a própria carga. Por isso, cobre um serviço eficiente, caso contrário todos podem ser prejudicados por uma atitude como essa. Agindo com firmeza e responsabilidade, você ganha uma reputação segura junto ao dono do frete.

Dentro dessas normas simples de carga e descarga, seu baú estará menos propício aos danos de funilaria e pintura, que muitas vezes ficam por conta do dono do caminhão. Isso, claro, sem falar da segurança dos envolvidos na carga e descarga, que não fica comprometida por uma ou outra atitude desmedida.

Bom, agora você já está por dentro de mais um assunto sobre os cuidados com o caminhão. Seguindo essas recomendações à risca, seu baú estará seguro.

Quer saber sobre outros conteúdos relacionados à profissão de caminhoneiro? Então, curta a nossa página no Facebook e fique sempre bem informado!