O índice de roubo de carga nos centros urbanos e nas estradas cresce bastante. Estima-se que ocorram três assaltos ou furtos a cada hora, gerando prejuízos de mais de R$1,4 bilhões. Diante da realidade da violência nas estradas, investir em recursos e processos para proteger suas cargas é cada vez mais fundamental para todos os caminhoneiros.

Saber mais sobre como ocorrem esses

o e, claro, o motorista. Se você ganha a vida lidando com esse tipo de trabalho e risco diariamente, é melhor começar a se preparar, antes que algo aconteça e você perca uma viagem.

Para ajudar você a se prevenir nessas situações, separamos aqui seis dicas para que você se proteja contra roubo de carga e consiga fazer suas entregas com segurança. Confira!

Evite agendar viagens noturnas

Como você já deve saber bem, à noite não é o melhor momento para viajar. Há menos movimento, bandidos têm mais chances de passarem despercebidos e sempre existe a possibilidade de pequenos acidentes ou desvios resultarem em algo mais grave.

Isso é especialmente verdadeiro para o transporte nas estradas, onde você pode passar horas sem ver nenhum outro carro ou ponto de parada. É mais seguro planejar suas viagens para que ocorram durante o dia.

Além disso, vale lembrar que diferentes locais possuem riscos diversos, dependendo do horário. Dentro das cidades, por exemplo, é mais comum que as cargas sejam roubadas no começo do dia, quando você está enviando produtos para reabastecer lojas, por exemplo.

Levar esse fator em consideração e estudar os melhores horários para suas viagens pode ser a melhor maneira de evitar a violência nas estradas. Em todo caso, se for inevitável viajar nesse horário, verifique o que fazer para diminuir os riscos.

Comunique-se

As empresas que contratam serviços de frete prezam bastante pela segurança da carga, do veículo e do motorista. Nenhuma das partes se beneficia se houver um roubo ou qualquer tipo de acidente.

Por isso é comum que seja feito o rastreio da carga e que o profissional reporte sua viagem com alguma frequência. E, de fato, essa atitude pode ajudar a evitar uma série de riscos.

Por exemplo, manter contato com uma central ou com a empresa que pediu a entrega permite que você se mantenha informado a respeito do trânsito, de notícias e áreas que apresentam potencial risco.

Normalmente, o contratante prefere que seu pedido seja entregue um pouco mais tarde do que tê-lo roubado no meio do caminho. Se for possível, reporte diariamente sua posição e o progresso da viagem, especialmente se ela for muito longa.

Planeje rotas de menor risco

Obviamente, a melhor maneira de evitar um roubo de carga é não passar por áreas de alto risco. A maioria das estradas e cidades possuem pontos onde costumam ocorrer esses assaltos, sendo possível evitá-los em algumas situações. Quanto menos você puder passar por locais assim, menor será o risco para a carga, o veículo e você.

Uma forma de fazer esse planejamento é utilizar softwares de gestão de rotas no seu trabalho. Trata-se de um tipo de mapa virtual que coleta informações de várias fontes sobre o trânsito e seus principais locais de risco.

Com essa informação extra, você pode descobrir onde estão ocorrendo mais assaltos no momento, quais são as rotas alternativas e em quais horários há menor chance de problemas. É um investimento bem pequeno diante da segurança que é proporcionada.

Aprenda como agir diante desses cenários

Como você estará na linha de frente nessas situações, e elas nem sempre podem ser evitadas, o melhor a fazer é se preparar. Há certos protocolos que podem ser seguidos para minimizar os danos, que geralmente são ensinados por empresas de transporte aos seus motoristas contratados.

Porém, nada impede que você se informe sobre o assunto e desenvolva alguns procedimentos por si só. Por exemplo, saber o que fazer caso o veículo seja levado, como reagir a uma abordagem, a que ficar atento quando passar por uma área de risco, quem contatar quando essas situações ocorrerem etc.

Ter um procedimento bem definido a segui-lo não só permite lidar com a situação mais rapidamente, como também pode ajudá-lo a manter a calma diante dos possíveis riscos.

Use gaiolas para diminuir os riscos

Um recurso muito utilizado para diminuir os riscos de roubo de carga é colocar a mercadoria em gaiolas dentro dos caminhões. Muitos assaltos ocorrem quando o motorista para em algum ponto de descanso menos movimentado na estrada e sua carga está mais à vista.

Quando os bandidos notam algum veículo mais vulnerável, eles tendem a cometer o crime no mesmo momento, entrando e saindo rapidamente.

Ao utilizar gaiolas para proteger a carga, você está aumentando a dificuldade que eles teriam para retirar os produtos, possivelmente chamando mais atenção, exigindo mais ferramentas e dificultando o deslocamento.

Em muitos casos, isso pode ser o suficiente para fazer os criminosos mudarem de ideia e buscarem cargas mais vulneráveis. É um investimento básico e que já previne diversos prejuízos ao longo do tempo.

Rastreie o veículo

Adotar um sistema de rastreamento é uma ótima medida para detectar rapidamente qualquer sinal de roubo e acionar as medidas necessárias. É possível, por exemplo, inserir um alarme que aciona as autoridades, caso o caminhão se desvie da rota. Assim, ele poderá ser encontrado rapidamente, talvez evitando o roubo.

Em alguns casos, os criminosos vão levar o veículo no processo, abandonando-o assim que conseguirem levar a carga. Com um sistema de GPS e rastreamento, você pode, pelo menos, recuperar o veículo, junto a qualquer carga que tenha sido deixada para trás.

Isso vai minimizar os prejuízos e evitar que você perca seu meio de trabalho. Se houver algum contrato de seguro para a carga, então a perda será ainda menor.

Agora que você sabe como se prevenir contra o roubo de carga, pode trabalhar preparado para evitar a violência nas estradas. Quer aprender um pouco mais sobre os recursos que podem ajudá-lo? Então, leia nosso artigo sobre as vantagens que a tecnologia trouxe para os caminhoneiros.