Para ser um caminhoneiro é preciso amar muito a rotina da estrada. Mais do que uma profissão, esse é um estilo de vida. Deixar a estabilidade de viver em uma só cidade para trabalhar viajando pelo país é uma grande aventura. Mas nem só de amor vive este profissional.

Mesmo gostando muito do que faz, o motorista precisa enfrentar uma série de desafios e dificuldades. O dia a dia do caminhoneiro não é nada fácil. Com isso, além do desejo por continuar pelas estradas, ele precisa também se preparar para os obstáculos do cotidiano.

Quer saber quais são os principais problemas de caminhoneiros que ofuscam a paixão pela boleia? Aqui, abordamos os desafios profissionais e apresentamos caminhos para contorná-los. Pegue uma carona neste post e acompanhe nossas dicas!

Quais são os principais problemas de caminhoneiros?

Insegurança

Certamente esse foi um dos primeiros aspectos que apareceram na sua mente quando falamos de problemas enfrentados pelos motoristas de caminhão. Infelizmente, a falta de segurança é uma realidade no nosso país. Nas estradas não seria diferente, não é mesmo?

Pelas nossas rodovias são transportadas, todos os dias, cargas de muito valor. Afinal, os caminhoneiros são responsáveis por uma parte significativa da distribuição de produtos pelos estados brasileiros. Tanta riqueza chama atenção de criminosos, que acabam se organizando para abordar motoristas e realizar saques.

Esse risco existe quando o caminhão está em movimento nas estradas, mas também quando precisa parar em pontos de apoio que não têm a estrutura adequada. Enquanto uma segurança reforçada no Brasil ainda não se faz presente, é possível pode tomar alguns cuidados para se prevenir. Abordaremos esse ponto ao longo deste post.

Más condições nas estradas

Junto com a insegurança, esse item é um dos principais problemas enfrentados pelos caminhoneiros. Todos que precisaram trafegar pelas rodovias brasileiras já conhecem as dificuldades estruturais. Se a má estrutura atrapalha, até mesmo, os veículos de passeio durante uma viagem, sem dúvida é um grande obstáculo para quem ganha a vida nas estradas.

Estamos falando de buracos, falta de acostamento, vias mal sinalizadas e rodovias não duplicadas. Todas essas características tornam a viagem mais demorada e perigosa. Além de precisar reduzir muito a velocidade e passar mais tempo dirigindo, o motorista fica mais exposto a acidentes.

Não bastasse todas essas consequências, o prejuízo financeiro também assombra quem tira seu sustento viajando. Isso porque as más condições das estradas geram problemas no caminhão. Afinal, nenhuma máquina suporta tantos solavancos. A manutenção de sistemas — como o de suspensão — acaba virando uma rotina mais frequente do que o esperado.

Panes mecânicas ou elétricas

Outro medo com o qual o caminhoneiro convive é a possibilidade de enfrentar panes no caminhão. Ficar parado no meio da estrada para resolver um problema não é nada interessante. Isso pode significar risco de assalto, cansaço excessivo, atraso na entrega e prejuízos financeiros.

O controle de manutenções pode minimizar muitos esse risco. Entretanto, há sempre a possibilidade de enfrentar imprevistos. O seu melhor amigo pode deixar você na mão algumas vezes, seja por falta de cuidados preventivos ou mesmo por problemas que fogem ao seu controle.

Falta de pontos de apoio

Dentre os principais problemas de caminhoneiros também podemos citar a inadequação dos postos de parada. Sabemos que a chamada Lei do Descanso veio para proteger o profissional e garantir que ele não se lance em jornadas de trabalho exaustivas, que muitas vezes colocam em risco a própria vida e a de outras pessoas.

Entretanto, muitos motoristas enfrentam o desafio de não ter onde parar quando chega o horário de descanso. Afinal, não é qualquer lugar que oferece condições para uma parada confortável — principalmente em relação à segurança. Com isso, vários profissionais precisam dirigir à noite para chegar até um ponto de parada melhor.

Passar noites sem dormir nunca será a opção ideal. Mesmo que você tenha facilidade em dirigir nessas condições, a falta de iluminação atrapalha muito a função e exige ainda mais do seu corpo, aumentando o cansaço. Mapear os pontos de apoio adequados e continuar lutando por melhores condições é necessário.

Dificuldades financeiras

Que caminhoneiro nunca precisou lidar com o aperto no orçamento? Infelizmente, as dificuldades financeiras fazem parte da vida de muitos desses profissionais. Em épocas de crise econômica, como a que estamos enfrentando no país, essa é uma dificuldade ainda maior. Com a baixa, algumas empresas suspendem processos e cortam gastos, influenciando nos ganhos dos caminhoneiros.

O profissional autônomo ou o gestor de pequenas frotas também precisa realizar ajustes nos custos para manter suas margens de lucro nesse cenário crítico. Rever valores do frete, estreitar parcerias, aperfeiçoar as rotas e dirigir com mais economia são algumas atitudes que podem minimizar os efeitos da crise nessa área de trabalho.

Também é importante que o caminhoneiro reveja o seu orçamento doméstico e se adapte à nova realidade. É claro que todos desejam que a crise não dure muito tempo, mas enquanto ela se faz presente é necessário cortar gastos em casa e aprender a economizar mais. Assim, você enfrenta as dificuldades sem desequilibrar suas finanças.

Saudade da família

Por fim, a distância das pessoas que ama também é um grande problema enfrentado pelo caminhoneiro. Conseguir estratégias para passar mais tempo com a família é um dos maiores desafios de quem precisa pegar mais cargas para aumentar o conforto em casa. É importante lembrar que o dinheiro não substitui a sua presença.

Junto com a saudade da família há outro sentimento muito forte na vida do caminhoneiro: a solidão. Além de estar longe dos pais, da mulher e dos filhos, o motorista também não convive de perto com os amigos e nem com os colegas de trabalho. Afinal, essa é uma função solitária.

Com o passar dos dias, pode ficar bem difícil estar tão sozinho. A boleia, grande amiga do caminhoneiro, geralmente está recheada de memórias. As músicas também são fontes de conforto durante as viagens. E, claro, os momentos de parada servem, além do relaxamento, para conversar e fazer novos amigos.

Quais são os problemas de saúde mais comuns entre caminhoneiros?

Além das dificuldades de ordem prática e emocional, o motorista de caminhão está mais exposto também a algumas questões de comprometimento de saúde. Na verdade, toda profissão gera riscos ocupacionais específicos, relacionados às condições de atuação do trabalhador.

Não é à toa que nossa legislação de segurança do trabalho está sempre se atualizando. Proteger as pessoas em seu ambiente de atuação deve ser um dos principais objetivos de governos e empresas. Conheça a seguir os problemas de saúde mais comuns em quem dirige caminhões:

Sobrepeso ou obesidade

A rotina alimentar durante as viagens não é das melhores. Por isso, o excesso de peso está entre os problemas de caminhoneiros. Muito além da questão estética, o sobrepeso e obesidade trazem vários riscos à saúde, principalmente quando relacionados a um cotidiano de sedentarismo e má alimentação.

Ou seja, o problema não é exatamente estar acima do peso, mas acumular muita gordura corporal em consequência de uma rotina nada saudável. Em geral, os caminhoneiros se alimentam bastante com produtos industrializados pela praticidade, e comem em restaurantes que abusam de óleos e comidas gordurosas.

Algumas consequências dessa rotina são: sensações de desconforto abdominal frequentes, dificuldade de digestão e aumento da gordura corporal. O sopreso ou a obesidade podem gerar outros problemas, como falta de disposição física, dificuldades respiratórias e até questões mais graves.

Hipertensão

Esse é um dos problemas de caminhoneiros que está relacionado à má alimentação e à falta de exercícios físicos, além de outros hábitos ruins, como o fumo. A pressão alta é uma doença perigosa, pois tem muita relação com o aumento de doenças cardiovasculares. Quem já desenvolveu esse problema precisa de acompanhamento médico e tratamento adequado.

Além da hipertensão, é comum entre os caminhoneiros o aumento das taxas de colesterol e triglicérides, consequências do excesso de gordura no sangue. Esse fato também eleva o risco de acidentes vasculares e ataques cardíacos. Por isso, é preciso ficar atento aos hábitos e passar por exames médicos frequentes para conhecer suas condições de saúde.

Doenças infectocontagiosas

Pela sua realidade de trabalho intenso e de viagens constantes o caminhoneiro fica também mais exposto a adquirir doenças causadas por vírus e bactérias. É o caso de viroses, infecções, hepatite e, até mesmo, doenças sexualmente transmissíveis.

É importante tomar os cuidados para aumentar a sua imunidade e se prevenir.

Como lidar com as situações na estrada?

Abasteça apenas em postos confiáveis

Para evitar panes durante uma viagem ou problemas prolongados no seu caminhão devido ao uso de combustível adulterado, tenha a certeza de abastecer em lugares de confiança. Infelizmente, às vezes é difícil saber, com certeza, se o local está agindo conforme a lei, mas alguns cuidados ajudam nessa prevenção.

Você certamente conhece vários caminhoneiros, não é mesmo? Trocar dicas sobre postos de qualidade é uma boa maneira de evitar esse problema. Além disso, você pode procurar opiniões ou denúncias na internet. Desconfie quando houver uma diferença muito grande entre um posto e outro e observe também como seu caminhão reage depois de abastecer.

Não dê caronas

Há alguns anos o hábito de trocar caronas e fazer amigos na estrada era muito comum entre os motoristas de caminhão. Infelizmente, os tempos mudaram e hoje essa prática é um grande risco e expõe você a um dos principais problemas de caminhoneiros: a insegurança.

Sim, aquela pessoa simpática solicitando uma ajuda pode criar uma armadilha para roubar sua carga ou seus pertences mais na frente. Para se precaver, não dê caronas para nenhum desconhecido. E lembre-se: um colega feito em um ponto de parada ou durante um almoço não virou necessariamente seu conhecido. Tenha muito cuidado!

Fique atento às condições de dirigibilidade

Muitas situações ruins enfrentadas pelo caminhoneiro na estrada têm a ver com as condições de direção. Perceber as dificuldades e se adaptar a elas é fundamental para que você trafegue com segurança. Você deve diminuir a velocidade em trechos com muitos buracos ou curvas mais perigosas, por exemplo.

Quando for preciso dirigir à noite, redobre os seus cuidados. Fique muito atento à estrutura da estrada e ao comportamento de outros motoristas. Nesse horário, pequenos sustos com outro carro, caminhão ou algum buraco na estrada podem causar acidentes e grandes prejuízos.

Faça paradas e relaxe o corpo

Para lidar com os problemas de caminhoneiros você precisa estar bem. Antes de pegar a estrada é essencial avaliar suas condições e ter a certeza de que está disposto a enfrentar as horas na direção. Parar de tempos em tempos para relaxar o corpo e fazer alongamento também é muito importante.

Quando você dirige cansado, qualquer imprevisto na estrada ganha proporções maiores — fica mais difícil reagir no tempo adequado, por exemplo. Por isso, tenha consciência e planeje todos os seus pontos de parada. Caso sinta necessidade, você também pode fazer pausas não planejadas. Esse não é um tempo perdido, pois você volta para a boleia com mais atenção e energia.

Leve kits de mecânica básica e de primeiros socorros

Outra maneira de se preparar para lidar com as situações da estrada é ter kits emergenciais. Um para você e outro para o seu caminhão. Leve sempre na sua bagagem os remédios que você toma com frequência e alguns outros que podem ser necessários. Medicamentos para dores de cabeça e resfriados são bem-vindos. Além disso, tenha materiais para limpar feridas e fazer curativos.

Em relação ao caminhão, é claro que você não precisa ter grandes conhecimentos mecânicos e nem vai poder resolver problemas sérios sozinho na estrada. Mesmo assim, é possível dar um jeito em algumas dificuldades pontuais para evitar ficar parado na rodovia. Ter alguns equipamentos básicos pode ajudar você a chegar até o próximo ponto de parada.

Respeite as leis de trânsito

Muitos problemas na estrada podiam ser extintos se todos praticassem a direção defensiva. Você, que é motorista profissional e tem experiência com as diversas situações enfrentadas em uma viagem, tem a responsabilidade de dirigir por si mesmo e pelos outros. Muitos motoristas são inexperientes e acabam causando riscos sem perceber.

Respeitar todas as leis de trânsito e estar atento às informações da rodovia é fundamental para uma boa prática. Lembre-se sempre que a legislação existe para proteger as pessoas e salvar vidas. Usar o cinto de segurança, andar na velocidade adequada e fazer apenas ultrapassagens responsáveis são atitudes que preservam a sua integridade e a de todos.

Outro ponto essencial é não ter distrações. A estrada precisa de toda a sua atenção. Perder-se em uma conversa muito animada, em excesso de cansaço ou em ligações telefônicas são atitudes perigosas, pois tiram a sua concentração. Nessas condições, seu tempo de reação é prejudicado e o risco de acidentes aumenta.

Tenha o apoio de uma proteção veicular

Por fim, para lidar bem com as diversas situações da estrada é importante se precaver além de si mesmo. Ainda que você tome todos os cuidados preventivos, nem sempre é possível fugir de perigos ou panes imprevistas. Para essas horas, a melhor solução é contar com apoio.

Quem trabalha em frotas provavelmente conta com o suporte da empresa e equipamentos modernos, como rastreadores. Para os motoristas que atuam de forma independente, entrar em uma cooperativa é uma ótima opção. Você protegerá seu caminhão e contará com vantagens como suporte à emergência 24h, assistência para reparo e cobertura contra roubo.

Como se preparar para enfrentar uma rota?

Acabamos de ver algumas dicas para lidar com situações da estrada. Mas há outros cuidados que você precisa ter antes de viajar. Assim, é possível rodar com mais segurança e evitar alguns dos riscos que apresentamos ao longo deste texto. Veja o que fazer:

Planeje a melhor rota

A sua viagem começa muito antes de você ligar o caminhão e acelerar. O planejamento da rota é a principal atitude preventiva em relação aos problemas de caminhoneiros. A maioria das dificuldades pode ser evitada ou minimizada com essa prática.

Na hora de planejar sua viagem fique atento à escolha das rodovias por onde vai trafegar. Prefira sempre ir por estradas conhecidas. Se fizer algum tempo que você não passa por alguma, informe-se sobre as condições atuais dela. Evite rodar por estradas com estrutura precária ou maior risco de assalto.

Além disso, programe bem as suas paradas e dê preferência por viajar durante o dia e descansar à noite. É importante pensar nas condições físicas: os hormônios do sono agem melhor no período noturno. Assim, trocar os horários não é a melhor opção  você terá mais dificuldade para dormir durante o dia e dirigir à noite.

Tenha atenção também com a carga que você levará. Conheça as condições de armazenamento e tome todos os cuidados necessários com ela. Lembre-se de estar com a documentação adequada para não ter problemas com a fiscalização de algum estado por onde for passar.

Mantenha a manutenção do caminhão em dia

Essa é outra prevenção importantíssima antes de pegar a estrada. Quem trabalha viajando precisa dar a devida importância para as manutenções preventivas. Elas podem evitar muitos problemas de caminhoneiros. Afinal, ninguém quer ficar parado na estrada por uma pane mecânica ou precisar interromper a viagem para consertar algo, não é mesmo?

Todos os gastos com o caminhão são investimentos. Tenha cuidado com o desgaste das peças e faça todas as revisões em dia. Além disso, observe o funcionamento dele antes de partir. Calibre todos os pneus, verifique se as luzes e o limpador de para-brisa estão em boas condições e cheque os níveis de água, óleo e combustível.

Esteja em boas condições físicas e mentais

Você só pode se preparar para fazer uma rota se estiver bem. Evite começar uma viagem se está se sentindo mal fisicamente ou com algum problema emocional (muito triste ou irritado, por exemplo). Esses estados afetam suas condições de dirigir e podem expor você a riscos desnecessários.

Aqui vale um reforço: dormir bem antes de viajar é essencial. O sono é um dos principais vilões na estrada. Muitos acidentes, inclusive com morte, poderiam ser evitados se as pessoas tomassem esse cuidado básico. Por isso, não force os seus limites. Certifique-se de estar descansado o suficiente para pegar a estrada.

Além do sono, cuide também da sua alimentação. Fazer refeições leves antes de viajar ajuda a evitar desconfortos e manter-se concentrado. Levar alimentos, como frutas e barras de cereal, é uma boa dica. Beber bastante água também é importante — a desidratação pode atrapalhar sua direção e causar problemas de saúde.

Como a tecnologia auxilia o dia a dia dos caminhoneiros?

A modernização dos caminhões e o uso da tecnologia nas viagens facilitou muito a vida dos motoristas, minimizando vários problemas de caminhoneiros. A partir desses avanços, os veículos ficaram mais confortáveis, a logística foi aperfeiçoada e o motorista passou a ter mais qualidade de vida. Veja algumas ferramentas que podem ajudar muito no seu dia a dia:

GPS

Esse equipamento já ganhou espaço certo na rotina do caminhoneiro. Planejar as rotas e realizar as viagens fica muito mais prático quando você pode contar com a tecnologia. O risco de se perder nas estradas é quase nulo. Além disso, o GPS também pode ser usado pelas empresas para acompanhar o trajeto do motorista e prestar suporte sempre que necessário.

Rastreadores

Essa tecnologia garante mais segurança para quem ganha a vida nas estradas brasileiras. O administrador de frotas pode controlar seus caminhões por meio de rastreadores ou pode também contratar o serviço de empresas especializadas. Ter esses equipamentos inibe roubos e furtos e, quando eles acontecem, permite recuperar a carga e o caminhão.

TruckPad

Esse é um aplicativo que você pode instalar no seu celular. O objetivo dele é oferecer cargas para caminhoneiros autônomos. Nele você vai ter contato com anúncios de frete e pode negociar diretamente com a pessoa que está querendo contratar seu serviço. O aplicativo também oferece outras funcionalidades, como serviços de apoio e compartilhamento de notícias.

SocialFuel

Esse é outro aplicativo muito interessante para o caminhoneiro. Ele mapeia os preços de combustíveis praticados em diversos postos pelo Brasil. Permitindo, assim, que você encontre o menor preço no trajeto que vai percorrer.

uCar

Nesse aplicativo você pode gerir os custos que tem com o seu caminhão. É possível registrar todos os gastos com manutenção, limpeza e abastecimento, por exemplo. Assim, você terá sempre à mão as estatísticas sobre o dinheiro que investe no seu negócio.

Neste post você tem um conteúdo completo sobre os principais problemas de caminhoneiros e as melhores formas de enfrentá-los. Essa, sem dúvida, não é uma profissão fácil. Ainda assim, é muito gratificante. Afinal, você não planeja deixar de curtir a liberdade da estrada tão cedo, não é mesmo? Seguindo as dicas que compartilhamos aqui você estará mais seguro e com melhores condições para dirigir e enfrentar as dificuldades da estrada.

Infelizmente, os roubos ainda são uma realidade nas rodovias brasileiras. Quer saber mais sobre como se proteger? Baixe nosso e-book: guia para evitar o roubo de caminhões!