Independentemente do tipo de caminhão de carga, todos eles têm algo em comum: a necessidade por cuidados que permitem a manutenção da boa performance dos veículos, bem como o aumento na vida útil dos seus principais componentes.

Como consequência dessa prática aplicada à sua rotina, o caminhoneiro gasta menos com desperdícios e paradas imprevistas, e aumenta a disponibilidade do seu veículo.

Para tanto, convém saber qual é o tipo de trabalho que você exerce para encontrar a melhor opção para as suas necessidades e objetivos. Algo que, neste post, nós vamos avaliar a partir da listagem dos diferentes tipos de caminhão de carga.

Além disso, vamos apontar, em seguida, 4 dicas para você cuidar do caminhão e evitar prejuízos — e aumentar a sua segurança nas vias urbanas. Confira!

Por que existem diferentes tipos de caminhão de carga?

A aquisição de um veículo tende a ser a resposta definitiva para uma série de questionamentos. E, no que diz respeito às necessidades de um caminhoneiro, as perguntas podem estar relacionadas a uma série de fatores, como:

  • o trajeto geral que o caminhoneiro vai utilizar. Por exemplo: certos tipos de caminhão de carga são proibidos de transitar em determinados horários, dentro de algumas cidades;
  • as restrições relacionadas ao peso e à sua capacidade máxima;
  • os custos de manutenção com o veículo e os seus componentes;
  • as características de cada carga que será transportada.

Deu para ter uma noção aproximada da importância de saber a utilização do veículo, primeiramente, antes de tomar qualquer decisão a respeito do tipo de caminhão de carga a ser adquirido?

Com essas primeiras questões estabelecidas, vamos associá-las aos diversos modelos usados para o transporte de cargas.

Quais são os diferentes tipos de caminhões?

Abaixo, reunimos alguns dos mais populares caminhões de carga, cujas características podem se adaptar melhor aos seus objetivos e necessidades. Veja!

Veículo Urbano de Carga

De pequeno porte, esse caminhão de carga é muito usado para o trânsito em áreas urbanas, e não ao redor das estradas do país. Em geral, são veículo que variam entre 2,2 e 6,3 metros, com uma capacidade máxima de carga em torno de 3 toneladas.

Caminhões ¾

Há, também, um tipo de veículo apropriado para o transporte de cargas que muito se assemelha ao Veículo Urbano de Carga, mas com uma tonelada extra em sua capacidade.

Toco

Munido de dois eixos simples na carroceria, esse modelo de caminhão de carga comporta até 6 toneladas de carga e pode ter 14 metros de comprimento, no máximo.

Truck

Com as mesmas dimensões do caminhão de carga toco, o truck se diferencia por ter um eixo duplo em sua carroceria. Isso agrega um desempenho melhor ao veículo, que pode transportar até 14 toneladas sem gerar riscos ao caminhoneiro.

Cavalo mecânico simples

Esse caminhão de carga consegue transportar até 25 toneladas, distribuídas de maneira harmônica ao longo dos seus dois eixos. Versátil, ele pode acoplar diferentes carrocerias, como:

  • baú;
  • porta-contêiner;
  • sider;
  • graneleira;
  • grade baixa;
  • refrigerada.

Muito útil, portanto, se o caminhoneiro pratica mais de um tipo de serviço pelas estradas e vias urbanas. Agora, se o profissional estiver em busca dessa versatilidade, mas com uma capacidade maior de carga, ele pode optar pelo cavalo mecânico trucado.

Com 5 toneladas a mais de cargas suportadas em sua carroceria, esse tipo de caminhão também se destaca pelo número maior de rodas, ajudando na distribuição de peso.

Carreta

Um dos modelos mais populares de caminhão de carga, a carreta também conta com modelos variados dentro de sua categoria:

  • dois eixos: até 33 mil toneladas de carga, com 18 metros de comprimento;
  • três eixos: até 41,5 mil toneladas de carga, com 18 metros de comprimento;
  • carreta cavalo trucado: mesmas dimensões, com três eixos no semirreboque, mas o cavalo mecânico trucado possibilita que o limite de carga chegue a até 45 toneladas.

Logo, ganha-se também em flexibilidade de modelos, nessa categoria, para tomar a decisão mais acertada de acordo com a sua demanda.

Bitrem

Composto por dois semirreboques fixados por uma quinta roda, esse caminhão robusto se destaca pelos sete eixos enfileirados ao longo de sua extensão. Pode carregar, no máximo, 60 toneladas.

Rodotrem

Por fim, um tipo de caminhão de carga que conta com um total de nove eixos, o que dá a ele a capacidade de transportar até 74 toneladas.

Vale destacar que esse modelo necessita de Autorização Especial de Trânsito (AET) para circular pelas vias.

Quais cuidados tomar com o veículo?

Agora que você já tem um direcionamento aproximado sobre os diferentes modelos, e como eles se destacam de acordo com as necessidades do condutor, vamos ver alguns cuidados gerais que não podem faltar na sua rotina — independentemente do tipo de caminhão de carga?

1. Antecipe os problemas

Qualquer veículo ou equipamento de produção necessita, ocasionalmente, de um ajuste aqui, um reparo ali e uma substituição de equipamento acolá. Por meio de uma rotina de manutenção preventiva, você agrega isso ao seu caminhão de carga.

Como resultado, a performance dele vai se manter elevada, os imprevistos, menores, e você gera economia com isso. Afinal, sai mais em conta prevenir-se de problemas do que arcar com os custos de uma manutenção corretiva.

2. Utilize o sistema de frenagem corretamente

Usar os freios com cautela e sem o pé repousado sobre a embreagem aumenta a vida útil do sistema de freios. Em partes, porque evita o seu superaquecimento, mas também porque o uso cauteloso evita que você exija demais do sistema com tantas freadas bruscas.

3. Calibre os pneus regularmente

Mesmo com tanta tecnologia aplicada nos veículos, hoje em dia, uma das tarefas mais clássicas permanece como uma das mais importantes: a calibragem dos pneus.

Andar com eles sempre na pressão adequada evita o consumo excessivo de combustível, permite um equilíbrio melhor do caminhão de carga e mantém a boa performance do veículo.

4. Atente ao transporte de mercadorias

Por fim, o cuidado com o caminhão de carga também se estende ao que é transportado na sua carroceria. Por isso, atente em:

  • isolar as cargas unitárias, para que não se choquem durante o seu trajeto;
  • separá-las pelos tipos de materiais, para facilitar o transporte e também para que não ocorram acidentes com elas;
  • proteger as cargas maiores e as mais frágeis com objetos almofadados ao redor delas.

Seguindo as nossas dicas, você vai agregar muito mais segurança e conveniências às suas idas e vindas a bordo do seu caminhão de carga.

Mas, caso tenha ainda alguma dúvida a respeito do assunto, compartilhe-a conosco, no campo de comentários, e responderemos prontamente!