Todo motorista experiente sabe como acidentes de trânsito podem ocorrer a qualquer hora e por vários motivos, inclusive por descuido ou distração.

E um dos acidentes mais comuns pelas estradas e avenidas é o tombamento de veículos, especialmente para caminhões e pickups, que são mais pesados. Felizmente, há algumas coisas que podem ser feitas para evitar esse tipo de situação.

Em primeiro lugar, é bom lembrar que tombamento e capotagem são coisas diferentes. Um veículo tombado é aquele que caiu para um dos lados durante a viagem, enquanto o capotamento é um caso mais grave, em que o veículo gira e chega a ficar com as rodas para cima.

Como é mais difícil capotar do que tombar, hoje vamos falar mais sobre como prevenir os tombamentos. Vamos lá?

O que causa o tombamento de veículos?

Como já mencionamos, há várias causas possíveis para esse tipo de acidente, sendo boa parte delas resultado de atitudes imprudentes do próprio motorista. Veja quais são as mais comuns: 

1. Excesso de peso

Veículos de carga, como caminhões e carros com caçamba, costumam ser mais difíceis de guiar, principalmente devido à potência dos motores e o tamanho dos veículos. Essa dificuldade só aumenta com o excesso de carga. 

A maioria dos veículos com caçamba ou bagageiro é projetada para lidar com esse tipo de tarefa. Porém, se limite de peso for ultrapassado, o risco de acidentes aumenta consideravelmente.

O peso dificulta a execução de curvas, aceleração e frenagem do veículo. Além disso, o excesso de carga cria uma força centrípeta durante a curva, o que aumenta a chance de tombamento.

Esse problema é menos comum em carros de passeio, pois a carga fica em altura baixa, com menos risco de desequilibrar o veículo. Porém, em caminhões de grande porte, o peso no topo torna tudo mais difícil. Se a carga estiver solta ou for líquida, as chances são ainda maiores.

2. Alta velocidade em curvas

Uma das principais causas do tombamento de veículos é, certamente, acelerar demais dentro das curvas. Mesmo em um veículo sem carga, entrar com muita velocidade em uma curva fechada faz com que a força do veículo jogue ele para o lado, causando o tombamento.

Essa situação é especialmente comum com veículos mais leves e rápidos, como motocicletas. Considerando que a tendência desses motoristas é justamente acelerar, independente da situação, eles tendem a se expor a esse risco com muito mais frequência do aqueles que dirigem veículos mais lentos.

3. Derrapamento e parada brusca

Pistas molhadas, terra, entre outras coisas, podem diminuir consideravelmente a aderência entre os pneus e o asfalto, uma grande causa de acidentes em todo o mundo.  Quando o veículo desliza e fica de lado sem mudar de direção, é o momento em que há as maiores chances de um tombamento. 

Ao deslizar em uma curva, por exemplo, a velocidade do veículo passa a aplicar sua força na lateral. Quando ele passa do asfalto molhado para o seco, por exemplo, toda a aderência repentina aumenta as chances de um tombamento.

Como se prevenir contra o tombamento de veículos?

Felizmente, é possível evitar tombamentos com pequenas atitudes e mudanças de hábitos. Listamos aqui alguns deles e quais benefícios eles proporcionam para sua segurança:

1. Evite o excesso de cargas

Se o peso extra é uma causa comum de tombamentos, obviamente, manter sua carga dentro do limite de peso do veículo é a forma mais simples de se prevenir. Com menos peso, você poderá guiá-lo com mais facilidade e evitar diversas quedas.

Outro ponto a considerar é a distribuição da carga. Deixe itens mais pesados sempre na parte mais baixa do compartimento e prenda-os para que não fiquem balançando em cada curva. Isso vai contribuir com a melhor estabilidade durante sua viagem.

2. Diminua a velocidade

Com ou sem peso extra é muito importante que você tome cuidado com o limite de velocidade da pista e do seu veículo. A maior aceleração significa que você terá menos controle na hora de fazer uma curva, especialmente uma muito fechada.

Se o limite da estrada for de 100km/h, tente rodar em torno de 90km/h. Ter pressa para chegar em qualquer lugar apenas aumenta o risco de acidentes, especialmente em viagens longas. Vale mais a pena ter paciência e garantir uma viagem tranquila.

3. Tenha cuidado redobrado em pistas escorregadias

Todo motorista já passou por alguma situação em que perdeu o controle do veículo devido à água, terra ou lama na pista, mesmo que não tenha resultado em um acidente grave.

O tombamento de veículos é mais comum após chuvas, pois a pista está molhada e qualquer carro, caminhão e motocicleta têm maiores chances de derrapagem. 

Dirigir mais devagar durante e após períodos de chuva, além de usar os pneus certos, contribuirá bastante para sua segurança durante a viagem, seja em estradas ou nas cidades. Lembre-se de sempre conferir o estado atual dos pneus, pois se estiverem carecas o risco de acidentes aumenta consideravelmente!

4. Use o cinto de segurança

Esse é um procedimento de segurança que vale para todos os tipos de acidente, não só os tombamentos. O cinto de segurança é a ferramenta que mais salva vidas em acidentes de trânsito, desde colisões até capotamentos, em todo o mundo. Dirigir sem ele é, no mínimo, se expor a um risco desnecessário, que pode custar a sua vida.

Estar com o cinto de segurança bem preso durante um tombamento, primeiramente, evita que você seja jogado para fora do veículo ou caia durante o acidente, o que já ajuda a minimizar possíveis fraturas. Caso haja pessoas no banco de trás em um carro, por exemplo, o próprio peso dela jogado sobre o bando da frente em um acidente já é suficiente para criar lesões graves.

Agora que você entende as principais causas do tombamento de veículos e como evitá-las, pode começar a ter viagens mais seguras. Para ter um pouco mais de proteção e poder lidar com esses acidentes rapidamente, entre em contato com a Proteauto e veja como nossa Associação de Proteção Veicular pode ajudar nessas situações.