Remanufaturado e recondicionado: qual a diferença?

6 minutos para ler

Você sabe quais são as diferenças entre os produtos remanufaturados e os recondicionados? Ter soluções que combinam economia e qualidade é imprescindível para todo caminhoneiro, pois contribui para manter as manutenções em dia e evitar diversos transtornos, prejuízos e até mesmo acidentes.

Nesse sentido, entender as diferenças entre as peças remanufaturadas e as recondicionadas é essencial para escolher a opção ideal para cada situação — além de facilitar na identificação do melhor custo-benefício, sem abrir mão da qualidade, segurança e durabilidade.

Se você deseja saber mais sobre esse importante assunto e entender tudo para facilitar as suas decisões, está no lugar certo. Continue a leitura deste post e veja as diferenças entre peças remanufaturadas e peças recondicionadas e as vantagens que cada uma proporciona para o seu veículo!

O que são as peças remanufaturadas?

A remanufatura é um processo em que a peça usada é desmontada completamente, aproveitando as partes boas para recuperar o item. Geralmente, esse serviço é realizado pelo próprio fabricante da peça nova ou uma empresa especializada nessa atividade.

Sendo assim, as principais etapas de um processo de remanufatura são:

  • desmontagem da peça original;
  • limpeza das partes;
  • determinação do estado físico dos componentes;
  • descarte dos itens avariados e danificados;
  • substituição dos itens inutilizáveis por novos;
  • montagem final da peça remanufaturada;
  • comercialização da peça remanufaturada.

Em outras palavras, as peças remanufaturadas são itens que tiveram seus componentes desgastados substituídos por novos. Dessa forma, o resultado é uma peça recuperada seguindo todos os padrões de qualidade e segurança exigidos para a fabricação de um produto totalmente novo.

O que são as peças recondicionadas?

As peças recondicionadas são produtos usados que passam por ajustes e reparos para recuperar as condições de uso. Dessa maneira, durante o processo de recondicionamento, não são utilizados itens novos, acontece apenas uma reforma do produto usado.

Diante disso, as etapas de um processo de recondicionamento são:

  • desmontagem da peça usada;
  • identificação dos componentes que precisam de reparos;
  • reforma desses componentes;
  • acabamento da peça para melhorar questões visuais;
  • venda da peça recondicionada.

Nesse contexto, as peças recondicionadas podem ser processadas por qualquer empresa, o que acontece em praticamente todos os casos. Portanto, são produtos que oferecem condições de uso, porém têm a durabilidade menor em relação aos itens novos ou remanufaturados.

Quais são as diferenças entre elas?

Como você viu até aqui, os conceitos de remanufaturado e de recondicionado são distintos, embora pareçam semelhantes em alguns pontos. Por isso, identificar as diferenças é extremamente importante para atender suas necessidades sem ter transtornos ou prejuízos.

Sendo assim, as peças remanufaturadas são produtos que passam por uma avaliação minuciosa e os componentes danificados são substituídos por novos. Ou seja, nesse caso, não acontece a reforma individual das partes de uma peça, mas sim a substituição completa dos itens avariados por novos.

Por outro lado, as peças recondicionadas não são submetidas ao processo de avaliação criteriosa dos seus componentes. Apenas é realizada uma reforma geral do produto para restaurar as condições para o uso, ou seja, uma restauração mais superficial.

Além disso, as peças remanufaturadas têm uma vida útil e confiabilidade maior em relação às recondicionadas, que por sua vez, apresentam um valor mais acessível — embora a qualidade seja inferior, o que interfere diretamente na durabilidade e resistência.

Outra diferença notável é que os produtos remanufaturados são desenvolvidos por empresas especialistas ou pelo próprio fabricante da peça original. Já os recondicionados não exigem especialidades e podem ser feitos por qualquer empresa, desde que ela garanta a correta condição de uso.

Alguns itens que podem ser encontrados no mercado como recondicionados ou remanufaturados são:

  • amortecedores;
  • embreagens;
  • carburadores;
  • bicos injetores;
  • peças da suspensão;
  • eixos;
  • homocinética;
  • corpo de injeção e outras.

A garantia é outro fator relevante, que é diferente entre cada alternativa de peça. Por serem feitos por empresas especialistas ou fabricantes, os produtos remanufaturados oferecem garantia de novo, o que não acontece com os itens recondicionados.

Quais são as vantagens dessas peças?

Além de entender as diferenças, saber quais as vantagens das peças remanufaturadas e das recondicionadas é relevante para suas decisões. Nesse sentido, é possível identificar ótimas vantagens em relação aos produtos novos, principalmente para itens remanufaturados.

Dessa forma, as peças remanufaturadas oferecem qualidade e garantia de um processo confiável, que substitui itens danificados por novos. Os produtos recondicionados também proporcionam vantagens e são boas opções para muitas situações.

Nesse contexto, utilizar produtos remanufaturados ou recondicionados oferece os seguintes benefícios:

  • custo-benefício;
  • boa qualidade, principalmente em peças remanufaturadas;
  • menor custo em relação a peças novas;
  • facilidade para encontrar boas opções no mercado.

Entretanto, ao adquirir peças remanufaturadas ou recondicionadas, é imprescindível ter atenção especial para a confiabilidade dos vendedores. Portanto, certifique-se de que o local onde pretende comprar o produto tem experiência no assunto e oferece peças resistentes e em excelentes condições de uso.

Como isso influencia a manutenção da frota?

O uso de peças remanufaturadas ou recondicionadas é muito comum no Brasil e permite ter uma frota segura para rodar com tranquilidade. É uma solução eficiente para economizar e manter a qualidade, a resistência e os cuidados com os veículos em dia.

Apesar das peças originais e novas serem opções ideais quando se trata da qualidade, elas têm um valor elevado em diversos casos. Sendo assim, as peças remanufaturadas ou recondicionadas podem suprir as demandas com eficácia, com um custo mais baixo.

Portanto, embora seja um assunto que muitas pessoas pensam ser sinônimo de baixa qualidade, as peças remanufaturadas ou recondicionadas são soluções eficientes. Ainda mais com o avanço do mercado, que está cada vez mais dinâmico e tecnológico, contribuindo para processos extremamente precisos.

Como pôde notar neste artigo, as diferenças entre remanufaturado e recondicionado são notáveis e podem ser ótimas alternativas para o seu caminhão. Além de proporcionarem economia, oferecem vantagens importantes e um custo-benefício que será um grande aliado para as suas manutenções.

Gostou do post? Se deseja continuar aperfeiçoando seus conhecimentos sobre assuntos relevantes, aproveite que está por aqui e leia agora mesmo qual é o momento para se preocupar com alinhamento e balanceamento do seu caminhão!

Posts relacionados

Deixe um comentário