Entenda a influência da Tabela FIPE na proteção veicular!

6 minutos para ler

Uma das principais dúvidas na hora de contratar um serviço de proteção veicular está relacionada ao valor. Ao pesquisar como funcionam os cálculos, possivelmente, você se deparou com a famosa Tabela FIPE, já que ela é utilizada para determinar o valor de mercado de um veículo.

A Tabela FIPE é tão importante que os valores cobrados por meio do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) são baseados nela. Na hora de conferir proteção ao seu bem, não é diferente.

Exatamente por isso, você precisa saber que influência ela tem no preço das mensalidades. Que tal descobrir tudo sobre a Tabela FIPE? Confira neste artigo!

O que é Tabela FIPE?

O primeiro passo para compreender o que é a tabela e como ela funciona é ter clareza que a sigla FIPE significa Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. Ela foi criada em 1973 como uma entidade sem fins lucrativos e de direito privado e consolidou-se como um dos pilares do Departamento de Economia da Universidade de São Paulo.

Apesar de ser a mais conhecida e, possivelmente, a mais importante, essa tabela é um dos trabalhos desenvolvidos pela Fundação cujo objetivo maior é produzir indicadores econômicos, projetos e estudos relacionados ao desenvolvimento social e econômico. 

Segundo a definição da própria instituição, a Tabela FIPE é um indicativo de valor médio de veículos que serve para balizar as avaliações e negociações. Confira, a seguir, como esse valor é estipulado:

Como a Tabela funciona?

Como você viu, a Tabela FIPE indica qual o preço médio dos veículos novos e usados. Esse valor serve como parâmetro, principalmente, para estipulação da base de cálculo do IPVA, bem como para a alienação de motocicletas, carros, caminhões etc. Além disso, ele influencia no valor da proteção veicular.

Mas como é calculado esse preço médio? Para aferir quanto vale um veículo, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas realiza investigações do preço médio atribuído aos automóveis em todo o território nacional. Depois disso, é feita a média dos valores encontrados na pesquisa.

Nesse cálculo, são desconsideradas as quantias que estão muito aquém ou muito acima da média do território, uma vez que elas comprometem a função da tabela, qual seja, estipular o custo médio de mercado do veículo.

A FIPE estabelece apenas um parâmetro para as negociações envolvendo veículos automotores. Isso significa que os preços de cada automotor podem variar de acordo com a região do país, o estado de conservação do bem, os acessórios que ele tem, a cor etc.

Além disso, vale lembrar que os valores são estipulados por mês. Assim, a cada 30 dias, o preço do automóvel é atualizado.

Qual a influência da Tabela FIPE na proteção veicular?

A Tabela FIPE fornece dados indispensáveis à negociação da proteção veicular. Para determinar o custo da cobertura, é preciso saber quanto o caminhão vale. Para isso, a tabela oferecida gratuitamente pela instituição é a melhor opção.

Por se tratar de um índice valorativo atualizado mensalmente, tanto as associações de proteção quanto os seguros utilizam a tabela como principal referência. A cada alteração de valor, um novo cálculo pode ser realizado para determinar quanto custará proteger o bem.

Ou seja, existe uma relação direta entre a quantia indicada pela tabela e aquela cobrada pelas prestadoras de serviços. Entretanto, vale lembrar que seguro e proteção não são a mesma coisa. Além do preço estabelecido pela tabela, as seguradoras utilizam o Questionário de Avaliação de Risco (QAR) para determinar quanto o segurado deve pagar.

Além do mais, é indispensável escolher com cautela a empresa de proteção para que as mensalidades não sofram grandes oscilações. A Proteauto, por exemplo, não utiliza o QAR e tem uma reserva e uma administração inteligentes que inibem as oscilações bruscas de preços.

O dinheiro excedente no caixa de um determinado período é guardado para cobrir os possíveis sinistros futuros. Desse modo, o associado não sofrerá imediatamente com os aumentos repentinos da mensalidade ou com as eventuais oscilações da tabela.

Quais outros fatores interferem na cobertura, no preço e na indenização?

Além da Tabela FIPE, a Proteauto calcula o montante da proteção com base em outros 2 fatores: o tipo de plano contratado e a região do associado. Isso acontece porque cada local tem suas particularidades e despesas administrativas e operacionais.

Já o plano contratado determina quais serão os benefícios obtidos pelo membro da associação. Coberturas apenas contra furto e roubo geram um custo diferente quando comparadas aos planos que oferecem, por exemplo, destombamento e outras assistências.

O cálculo é realizado de maneira transparente e direta. Basicamente, a razão do cálculo é: Tabela FIPE, plano de cobertura e região do cliente. Esse é um dos grandes diferenciais da associação, mas não é o único. Veja, a seguir, outros motivos para confiar o seu bem à Proteauto!

Por que confiar o seu caminhão à Proteauto?

Para evitar as dores de cabeça, é preciso encontrar a melhor associação de proteção veicular. Essa é a única maneira de garantir que as indenizações serão pagas e os serviços serão prestados com a devida qualidade. Afinal, por que escolher a Proteauto?

Motivos não faltam! A associação sem fins lucrativos foi criada por quem entende as necessidades dos caminhoneiros. Ao longo dos anos, o trabalho sério e o comprometimento possibilitaram a expansão da empresa para todo o território nacional.

Atualmente, mais de 8 mil proprietários de caminhões e caminhonetes a diesel são membros da Proteauto. Isso se traduz em estabilidade, reconhecimento e credibilidade no mercado, que podem ser verificados, inclusive, pela reputação da empresa no Reclame Aqui.

Outro ponto positivo é que a Proteauto oferece o melhor custo-benefício, principalmente, para os caminhoneiros autônomos e proprietários de frotas. Os serviços de assistência 24 horas, guincho, táxi, socorro elétrico e mecânico, rastreador e cobertura de danos a terceiros já são referências em proteção veicular.

Saber exatamente como é feito o cálculo, qual a importância da Tabela FIPE e como escolher a associação responsável pela proteção do seu veículo faz toda a diferença!

Que tal conhecer melhor o nosso trabalho? Entre em contato conosco. Será um prazer receber o contato de mais um companheiro de estrada!

Posts relacionados

Um comentário em “Entenda a influência da Tabela FIPE na proteção veicular!

  1. Opa até que fim consegui achar a informação que estava
    precisando sobre esse assunto. Infelizmente são poucos
    sites no qual encontrei com a informação correta e bem
    escrito. Obrigado e compartilhei nio meu facebook com
    alguns colegas.

Deixe um comentário