6 dicas para escolher a lona correta para sua carga

9 minutos para ler

Quem trabalha com o transporte de cargas está sempre preocupado com uma questão fundamental: escolher a lona correta para sua carga. Afinal, a segurança e a eficiência têm uma relação direta com o aumento de faturamento.

A lona serve para proteger o material transportado de forma eficiente, evitando possíveis perdas ou prejuízos. Ainda assim, muitos motoristas lidam com o impasse de não saber qual o modelo de lona ideal para cada tipo de veículo ou de carga.

Se essa é a sua situação, descubra hoje que pontos deve considerar na hora de escolher a lona mais apropriada para proteger sua mercadoria. Continue a leitura e confira!

O que é a Lei do Enlonamento?

A lei nº 9.503 do Código Nacional de Trânsito vigente, no Art. 102, diz que os veículos de carga precisam estar equipados para evitar derramamento da carga conduzida nas vias.

A intenção dessa lei é reduzir o risco no transporte de mercadorias a granel, por isso o CONTRAN, que é o órgão que regulamenta e normatiza a política de trânsito no Brasil, criou uma resolução específica, n° 441/2013, para tratar da obrigatoriedade do enlonamento desse tipo de carga.

Segundo essa resolução, o transporte de sólidos a granel só é permitido em veículos que tenham guardas laterais fechadas na carroceria ou telas metálicas nas laterais que impeçam o derramamento dos materiais carregados.

Ela também define que as cargas não podem exceder os limites da carroceria e que precisam estar totalmente cobertas por lonas ou similares que tenham:

  • opção de acionamento manual, mecânico ou automático;
  • ancoragem na carroceria do caminhão;
  • cobertura total da carga.

Por último, prevê que a lona não pode, de forma alguma, prejudicar a eficiência dos equipamentos obrigatórios do veículo, sob risco de multa por infração grave e retenção do veículo quando a carga estiver fora dos limites da carroceria. Se houver derramamento de carga nas vias, a penalidade passa a ser de uma infração gravíssima com retenção do veículo para regularização.

Segundo a Resolução n° 499/2014, se enquadram na Lei do Enlonamento as cargas sólidas fragmentadas, fracionadas ou em grãos que estejam sendo transportadas pelas vias de circulação pública, diretamente na carroceria, sem uso de embalagens de contenção.

Quais são os tipos de lona para carga?

Os modelos de lona variam e devem ser escolhidos conforme o tipo de carga a transportar, o clima de exposição e a intensidade de uso. Alguns materiais são mais resistentes em certas condições, por isso é importante conhecer todos. Veja abaixo!

Lona plástica

É a mais simples e deve ser usada apenas de forma temporária em imprevistos, pois o material é de baixa densidade e resistência, oferecendo pouca proteção para a carga.

Lona para cobertura estática

Essas lonas têm maior densidade e, portanto, mais proteção contra variações climáticas. Não são caras e, portanto, oferecem um bom custo-benefício. O ponto de alerta é que são apropriadas para cargas que não requerem manuseio frequente, pois não apresentam tanta mobilidade.

Lona de algodão encerado

Esse tipo é indicado para situações específicas nas quais há necessidade de proteção contra água e temperaturas elevadas, pois ele é impermeável e bastante durável, graças ao enceramento.

Em virtude da composição de algodão, tem boa circulação de ar, sendo indicado para diversos tipos de cargas sólidas e aeradas, como caixas de verduras, sacos de café e grãos.

Lona vinílica de PVC

Essa lona apresenta muita resistência contra ressecamentos e mudanças climáticas, além de ter aditivos que protegem contra raios UV em sua composição. É bastante durável e, por isso, muito apropriada para transporte de produtos a granel.

Lona de tela

A lona de tela é indicada apenas para conter a carga, pois não oferece proteção contra a incidência solar ou chuva. Ela é mais usada para cobrir carregamentos de materiais inutilizáveis, lixo e entulhos diversos.

Por que cobrir a carga corretamente?

A lona é uma aliada do caminhoneiro para a proteção da carga. Ela garante segurança para o transporte, fazendo com que o serviço seja executado sem inconvenientes de derramamento. Além disso, também impede que a carga sofra com as ações climáticas e evita inconvenientes legais e acidentes de trânsito.

Muitas estradas brasileiras estão em más condições de tráfego, gerando problemas diversos para quem faz transporte de carga. Quando se trata de produtos a granel, o prejuízo é ainda maior, pois além da perda econômica com o derramamento, grãos alimentícios ficam depositados nas laterais da pista, acumulando fungos e atraindo animais para os arredores das vias, o que aumenta ainda mais o risco de acidentes.

Como escolher a lona correta para sua carga?

Alguns fatores influenciam diretamente a escolha da lona ideal para cada caso. Elencamos 6 pontos que você não deve deixar de analisar na hora da aquisição. Confira!

1. Analise o tamanho da carreta

Esse é um detalhe importantíssimo e que pode ser crucial para uma compra bem-feita. Muitos caminhoneiros encontram uma lona, acham que ela é boa e a compram logo de cara. Como você deve imaginar, essa não é a melhor maneira de adquirir esse produto, pois escolher de forma correta envolve analisar o tamanho da carreta para fazer uma escolha acertada.

O material pode ser ótimo, mas se não conseguir cobrir toda a carreta vai se revelar pouco útil, concorda? Então, antes de realizar qualquer negócio, não se esqueça de medir o tamanho do caminhão para que a lona consiga cobrir todo o espaço.

2. Escolha o melhor material

Como mencionado anteriormente, os modelos de lonas são bem diferentes e devem ser usados de forma específica para cada tipo de transporte. Basta observar o correr dos dias, e você verá como o processo de desgaste é diferente em cada caso.

Peça conselhos e ouça sobre as experiências de outros motoristas de caminhão. que já transportaram diferentes tipos de carga. Assim, terá uma opinião bem embasada para servir de guia. Mas, fique atento: o mesmo material pode ter diferentes especificidades, a depender do fornecedor.

3. Considere a qualidade da lona

Agora que você já sabe que deve considerar o tamanho e o material específico na hora de comprar a sua lona para transporte, o próximo passo é investir em produtos de qualidade. Nada mais natural, já que é muito frustrante perceber que a lona está rasgando com poucos dias de uso (mesmo depois de ter optado pelo tipo certo).

O melhor caminho é desembolsar um valor maior, pois assim você consegue adquirir um produto melhor e que vai ter uma durabilidade superior. É claro que isso não é nada bom em um primeiro momento, mas pode simbolizar uma grande economia no final das contas, pois não haverá a necessidade de fazer trocas ou reparos em pouco tempo.

Para fechar, veja também questões como garantia de fábrica, pois assim você fica mais seguro. Confira se existe um tempo mínimo de garantia, qual é ele e que tipo de dano é coberto. Além disso, procure entender o que o fabricante faz em caso de danos: ele troca a lona por uma nova ou providencia o conserto? Acredite: essa é uma maneira de se resguardar e ficar livre de muita dor de cabeça!

4. Opte pela facilidade de manutenção

A manutenção é um ponto muito importante quando o assunto é a lona para cobertura de carga. Como ela é responsável por aumentar a durabilidade do material, é fundamental que seja feita periodicamente. Portanto, invista em um modelo que seja facilmente limpável, pois isso pode poupar muito seu tempo.

Os modelos mais simples, por exemplo, envolvem apenas o uso de água e sabão neutro. Isso significa deixar de lado o uso de escovas e produtos abrasivos — que não são recomendados por oferecerem riscos de danos à estrutura, podendo retirar, por exemplo, o plastificante da lona de PVC. Então, nesse caso, “menos é mais”, ou seja, quanto mais simples for o procedimento, melhor.

Somado a isso, evite arrastar a lona sobre superfícies ásperas e imperfeitas, pois assim você evita eventuais rasgos na estrutura. Para fechar, é recomendado não guardá-la suja ou molhada, pois essas medidas podem danificar o material.

5. Não estique a lona para a cobertura

Alguns motoristas caem no erro de utilizar cabos ou ganchos para esticar a lona e assim aproveitá-la melhor. Como você deve imaginar, essa não é uma boa alternativa — assim como qualquer outra atitude que force e desgaste o material.

Pense que ela serve para proteger e deve vir no tamanho ideal para o seu caminhão. Se a lona não conseguir cobrir toda a área, você pode sofrer com a perda de material (uma situação nada agradável, já que poucas coisas são piores que um sinistro de carga, concorda?).

6. Orce o melhor custo-benefício

A maioria das coisas que se compra para o caminhão envolve um custo alto. Por isso, o ideal é nunca se precipitar, comprando logo com o primeiro fornecedor, mesmo que ele atenda a todas as especificidades acima. Procure as melhores opções, que tenham um custo-benefício atraente, pois assim você consegue desembolsar menos dinheiro.

Busque em várias lojas especializadas e veja também na internet. Dessa forma, é possível fazer comparações entre as ofertas e escolher a melhor condição.

Agora que você já sabe que pontos considerar na hora de escolher uma lona correta para sua carga ficar protegida e dentro dos parâmetros legais, ficou bem mais fácil agir de forma assertiva, não é mesmo? Siga as dicas mencionadas antes de fechar o negócio e garanta um percurso ainda mais seguro para você e sua carga.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais e contribua com seus colegas de profissão!

Posts relacionados

Um comentário em “6 dicas para escolher a lona correta para sua carga

Deixe um comentário