Desgaste de pneus do caminhão: 14 dicas para reduzir!

9 minutos para ler

Não tem como negar: quando o assunto é o investimento em caminhões, tudo é muito caro, seja a compra dos veículos, o combustível ou as revisões. E os pneus não poderiam ficar de fora dessa lista. Além de não serem nada baratos, é muito importante adotar medidas que façam com que eles durem por mais tempo, pois, assim, você trafega com mais segurança e sente menos o impacto no bolso.

Pensando em ajudar você, listamos neste texto alguns pontos em que você deve investir para diminuir o desgaste de pneus. Quer saber como? Então, não deixe de ler esta publicação até o final!

1. Tenha pneus do mesmo tipo

Poucas pessoas atentam para esse ponto, mas ele é determinante para evitar o desgaste de pneus. Sempre que precisar trocar, instale outro modelo da mesma marca, pois essa é a maneira mais eficiente de manter o eixo equilibrado.

Se você pensa que isso é bobeira, saiba que os pneus diferentes podem deixar o caminhão um pouco desigual, então é sempre mais seguro mantê-los iguais. De quebra, você ainda garante o desgaste regular e mantém seu funcionamento dentro da normalidade.

2. Faça os rodízios com frequência

Você provavelmente já ouviu falar sobre a importância do rodízio de pneus. Essa é uma maneira eficiente de equilibrar o uso e ficar com eles por mais tempo. Caso você ainda não tenha entendido o porquê, pense como um veículo com tração diferente pode forçar partes distintas (como a traseira ou dianteira do seu caminhão).

Por essas e outras que o rodízio é uma ótima oportunidade, então, esforce-se para realizar as trocas no máximo a cada 10 mil quilômetros rodados.

3. Invista na rotina da calibragem

A calibragem de pneus é outra maneira eficiente de preservá-los — e mesmo sabendo disso, muitos motoristas ainda hesitam em adotar tal prática. Na verdade, estar na libra certa faz com que o pneu rode o mais perto possível dentro da perfeição, evitando o desgaste.

E tem mais: além de o desgaste acontecer mais ou menos dentro do mesmo parâmetro, você ainda pode diminuir seus gastos com combustível. É isso mesmo! Quando fica irregular, o atrito acaba forçando mais seu parceirão e exigindo mais combustível para sua locomoção.

Como você pode perceber, só negligencia esse cuidado quem quer gastar mais dinheiro. Portanto, deixe a preguiça de lado e comece a adotar a calibragem na sua rotina, considerando sempre a recomendação no manual.

4. Alinhe e balanceie o caminhão de tempos em tempos

Esse é outro cuidado importante, mas que também costuma ser deixado de lado. Como as atividades são relativamente simples, muitas pessoas pensam que não precisam fazer ou, ainda, acabam se rendendo à preguiça. Por outro lado, essa medida pode livrar você de muita dor de cabeça!

Se você não sabe quando se dedicar a esses cuidados, pode fazer um simples teste. Fique de olho se o caminhão apresenta tendência de virar para a direita ou esquerda ou ainda se vibra (as famosas trepidações) quando você dirige em uma velocidade um pouco mais alta. Se sim, você precisa fazer uma visitinha ao mecânico de confiança.

5. Siga as recomendações do fabricante para reduzir o desgaste de pneus

Todo veículo tem recomendações do fabricante, e elas existem por uma razão, pode ter certeza. O pneu que você deve usar, por exemplo, deve ser o que é indicado no manual, pois, quando ele é maior ou menor — por pouco que seja —, pode forçar um desgaste.

Além disso, sua direção pode ficar um pouco mais perigosa, já que o veículo apresenta menos estabilidade. Para não correr esse tipo de risco, nada melhor que obedecer às instruções, não é mesmo?

6. Fuja dos buracos a todo custo

Essa tarefa pode ser um pouco difícil, principalmente em um país como o Brasil (se você é caminhoneiro há mais tempo, sabe disso muito bem). Ainda assim, pense que os pneus são o contato do seu caminhão com a estrada, então é bom tomar cuidado. Sempre que puder (e for prudente), desvie dos buracos, pois assim o veículo desalinha menos.

Eles podem parecer inofensivos em um primeiro momento, mas são mais perigosos que parecem. Dependendo do tamanho, um buraco pode desalinhar seu caminhão, furar seu pneu ou, em casos mais graves, até estragar a ignição. Assustou? Então, tome cuidado e evite os gastos desnecessários!

7. Tire todo o peso desnecessário do caminhão

Um caminhão normalmente trabalha com transporte de carga, o que já envolve um desgaste maior dos pneus. Ainda assim, é bom tirar todo o peso desnecessário, pois ele pode provocar um dano maior. E tem outra: para que carregar se não é útil e só desgasta seu veículo?

8. Desenvolva uma direção defensiva

Acelerar de forma brusca, frear inconsequentemente ou ainda adotar medidas imprudentes não é nada bom para sua segurança (nem para a preservação dos pneus). Essas medidas aceleram o desgaste, fazem com que a troca seja mais rápida que o planejado e aumentam seus gastos. Sentiu como é ruim?

Por isso, seja sábio e dirija com tranquilidade, apostando sempre na direção defensiva. Você e seu bolso vão agradecer muito por essa medida.

9. Coloque os pneus novos na parte de trás

Se você não ouviu essa instrução, é importante saber: o pneu novo deve ficar na parte de trás do caminhão. Muitas pessoas acabam colocando na parte da frente, mas esse pode ser um grande erro. O ideal é colocar atrás, pois assim a aderência é mantida com mais facilidade.

Esse assunto de aderência é muito sério. É claro que o ideal é que ela funcionasse nos dois sentidos, mas, se puder escolher, é melhor que ela “falhe” um pouco na parte da frente. Assim você tem mais controle do veículo por meio do freio e do volante. Por outro lado, quando acontece atrás, você fica à mercê da sorte.

10. Aproveite as vantagens de rodar a noite

Uma dica muito interessante — e que pode ajudar a reduzir o desgaste de pneus do caminhão — consiste em aproveitar as vantagens de rodar à noite. No entanto, é preciso ressaltar que existem algumas ressalvas, pois a legislação atual exige que a jornada de trabalho dos caminhoneiros seja de 8 horas diárias, com a possibilidade de apenas 4 horas extras.

Em outras palavras, é imprescindível respeitar os limites legais e os intervalos para descanso. Feito isso, trafegar em horários nos quais o asfalto não está tão quente e em que não deve haver trânsito intenso fará com que a borracha dure muito mais, aumentando o prazo para uma eventual substituição.

11. Fique atento aos sinais do veículo

Ficar atento aos sinais do veículo também é uma excelente dica para reduzir o desgaste de pneus do caminhão e aumentar os níveis de proteção veicular. Não dá para abrir mão de descobrir como anda o funcionamento do caminhão, percebendo eventuais sinais de que algum problema ou falha pode estar no horizonte.

Escutar barulhos estranhos, por exemplo, é um sintoma que deve ligar o alerta, assim como perda de potência no motor ou oscilações excessivas na carroceria. Por isso, a realização de cursos e treinamentos é sempre uma boa ideia, que pode fazer toda a diferença para todos os componentes.

12. Adote práticas de direção defensiva

Não é novidade para ninguém que o estilo de direção faz toda a influência na durabilidade de tudo que compõe o veículo. Entretanto, pensando em termos de pneus, a diferença pode ser ainda maior, visto que eles estão entre os primeiros componentes que sofrem com a forma pela qual o condutor age na estrada.

Sendo assim, quem adota uma postura mais responsável ao volante, naturalmente, tende a experimentar efeitos positivos. Segurança e a durabilidade andam juntos, especialmente quando não se força muito o caminhão em curvas e subidas. Além disso, arrancadas e freadas bruscas também desgastam mais.

13. Observe qual a profundidade dos sulcos

Essa é uma dica bastante básica, mas que costuma ficar de lado por conta da correria da rotina e da pressão que experimentamos no dia a dia de trabalho. No entanto, tirar um tempo para observar qual a profundidade dos sulcos é mais do que uma questão de performance e desempenho do veículo, como também de segurança.

Infelizmente, muitos caminhoneiros deixam isso para depois, mas em poucos segundos é perfeitamente possível identificar eventuais problemas e evitar uma série de transtornos. Observe as recomendações do fabricante e tenha em mente que alguns modelos contam com o TWI (Tread Wear Indicator), um medidor que ajuda a saber se já é momento da troca.

14. Estude as rotas antes de seguir viagem

Por fim, não dá para falar em dicas para reduzir o desgaste de pneus do caminhão sem falar em estudar as rotas antes de seguir viagem. Um bom planejamento é uma estratégia importante para qualquer condutor e empresa que atue no segmento, permitindo um uso mais responsável e economias significativas em termos de combustível.

Nos dias de hoje, a tecnologia faz com que isso seja muito mais simples, com apps e softwares que ajudam a visualizar e esboçar todo o trajeto. Sendo assim, não deixe de priorizar as melhores rodovias, considerando as condições, buracos, qualidade do asfalto, perigos e benefícios de cada uma das pistas disponíveis.

Depois de conhecer dicas eficientes sobre como evitar o desgaste de pneus, não deixe de adotá-las no seu dia a dia. Seu bolso e caminhão agradecem muito o investimento.

Para fazer com que esse conteúdo ajude outras pessoas também, que tal compartilhá-lo nas redes sociais?

Posts relacionados

Deixe um comentário